quais são as classes gramaticais

Quais são as classes gramaticais?

Fala pupilinho, tudo bom com você?

Você já deve ter ouvido falar nas classes gramaticais. Elas também são chamadas de classes morfológicas de palavras, e são formas de classificar certos grupos de palavras que possuem particularidades próprias.

É essencial que você saiba quais são esses grupos e suas principais particularidades, pois isso é a primeira coisa que você precisa fazer para compreender a estrutura das funções sintáticas, que correspondem às classes morfológicas.

Então, vamos ver quais são as classes gramaticais e suas características? Acompanhe e boa leitura!

As 10 classes de palavras

A gramática tradicional do português, que é o conceito que define as normas e regras do idioma, determina que existem 10 classes gramaticais de palavras, que são: adjetivo, artigo, substantivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, conjunção, preposição e interjeição. Abaixo, vou apresentar as características de cada uma delas.

Substantivo

Os substantivos são as palavras que nomeiam pessoas, cidades, estados, países, objetos, animais, vegetais, sentimentos e coisas de forma geral, como Joana, São Paulo, Santa Catarina, chapéu, jacaré, couve, ódio e milhares de outras.

O substantivo pode ser formado com base em quatro formas diferentes:

  • Primitivo: mar, árvore, flor, folha, papel, pedra.
  • Derivado: maremoto, arvoredo, floreira, folhagem, papelada, pedrada.
  • Simples: árvore, namorada, prato, Bahia, maçã.
  • Composto: couve-flor, louva-a-Deus, girassol, passatempo.

Em relação às classificações, o substantivo pode ser:

  • Comum: homem, cachorro, gato, sapato, estado.
  • Coletivo: alcateia – grupo de lobos.
  • Próprio: Joana, Japão, Amazonas, Morumbi.
  • Concreto: boi, folha, deusa, Marte.
  • Abstrato: ódio, covardia, riqueza, esquecimento.

Adjetivo

Adjetivos são as palavras que têm como função expressar características, qualidades ou estado dos seres, como triste, desinteressante, grosseiro.

Exemplos de frases com adjetivos:

  • O idoso ficou triste.
  • O vídeo é desinteressante.
  • Ele nunca foi grosseiro comigo.

Artigo

Os artigos são as palavras que antecedem o substantivo, como a, os, umas, um.

  • A senhora entrou em casa.
  • Os senhores foram embora.
  • Umas fazem, outras esperam.
  • Um pedaço é tudo o que quero.

Os artigos são classificados em definidos (a, o, as, os) e indefinidos (uma, um, umas, uns).

Numeral

O numeral é a classe de palavras responsável por quantificar, de maneira exata, os seres (pessoas, animais, objetos etc.). Além disso, também possuem a função de identificar a posição ocupada por um ser em um contexto específico.

Os numerais podem ser classificados em:

  • Cardinais: apresentam o número de algo. É importante frisar que, mesmo os numerais sendo considerados palavras variáveis, nesta categoria somente o termo um, o dois e os referentes às centenas a partir de duzentos são modificados. Exemplos: uma folha, um enfermeiro, quatro médicas, duzentas notas.
  • Ordinais: como a própria palavra já sugere, dizem respeito à ordem, bem como estabelecem relação entre vários seres. Exemplos: a segunda, o milésimo.

Pronome

O pronome é a palavra que substitui ou acompanha um substantivo (nome), determinando os limites da significação. São divididos em:

  • Pronome pessoal: representam as pessoas gramaticais. Exemplos: eu, me, mim, tu, te, ti, ele/ela, se, o, a, lhe, nós, nos, vós, vos, eles/elas, se, os, as, lhes.
  • Pronome possessivo: determinam uma relação de posse, de algo pertencente às pessoas do discurso. Exemplos: meu/minha, meus/minhas, nosso/nossa, nossos/nossas, teu/tua, teus/tuas, vosso/vossa, vossos/vossas, seu/sua, seus/suas.
  • Pronome demonstrativo: são utilizados para determinar as distâncias tanto físicas quanto cronológicas de algo em relação às pessoas do discurso. Exemplos: este, esta, estes, estas, isto, esse, essa, esses, essas, isso, aquele, aquela, aqueles, aquela, aquilo.
  • Pronome indefinido: fazem referência, de maneira vaga, à 3ª pessoa gramatical. Exemplos: alguma, todos, certos.
  • Pronome relativo: iniciam novas orações ao substituírem um substantivo ou mesmo um pronome antecedente. Exemplos: onde, quem, cujo, cuja, cujos, cujas.
  • Pronome interrogativo: são vistos em frases ou orações interrogativas, sejam elas diretas ou elas indiretas. Exemplos: quanto, quem, qual.

Verbo

Os verbos são as palavras que expressam uma ação, um estado ou um fenômeno, e os situam cronologicamente. Essa classe de palavras é uma das que mais flexiona, pois se adapta à pessoa, ao número, ao tempo, ao modo, e há também as formas nominais. Vejamos essas flexões:

  • Formas nominais: infinitivo, gerúndio, particípio.
  • Conjugações: 1ª conjugação: verbos terminados em -ar; 2ª conjugação: verbos terminados em -er; 3ª conjugação: verbos terminados em -ir.
  • Modos: indicativo, subjuntivo, imperativo.
  • Tempos: presente, pretérito perfeito, pretérito imperfeito, pretérito mais-que-perfeito, futuro do presente, futuro do pretérito.
  • Classificações: regulares, irregulares, anômalos, defectivos, abundantes.

Advérbio

Os advérbios são as palavras que mudam o verbo, o adjetivo ou outro advérbio, exprimindo circunstâncias de tempo, modo, intensidade etc., como pior, demais, lá.

Exemplos de frases com advérbios:

  • A pior performance foi do matemático brasileiro.
  • Não acha que já fez demais?
  • A casa dela é .

Os advérbios são classificados em modo, intensidade, lugar, tempo, negação, afirmação e dúvida.

Conjunção

As conjunções fazem parte de uma classe gramatical que possui palavras invariáveis com a função de ligar frases e ideias dentro de um texto ou mesmo termos de uma mesma função sintática, dando a eles, em geral, um papel semântico.

Você vai usar as conjunções, por exemplo, quando  escrever uma redação do Enem. Em relação à classificação, as conjunções podem ser:

  • Coordenativas: aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas, explicativas
  • Subordinativas: integrantes e adverbiais (causais, concessivas, condicionais, conformativas, comparativas, consecutivas, finais, proporcionais, temporais).

Preposição

Palavra invariável que liga duas outras palavras, estabelecendo entre elas determinadas relações de sentido e dependência. São classificadas em;

  • Essenciais: exercem apenas a função de preposição. Exemplos: a, ante, contra, de, entre, sob, sobre.
  • Acidentais: palavras de outras classes que, por vezes, fazem o papel de preposição. Exemplos: como, conforme, fora, mediante, segundo, senão, visto.

Interjeição

São as palavras ou grupo de palavras que marcam, de forma forte e abrupta, as emoções, reações e sentimentos. Exemplos: Credo! Cuidado! Nossa! Puxa! Tomara! Ufa!

Espero que este post tenha ajudado você a entender quais são as classes gramaticais. Se tiver dúvidas e quiser aprender mais sobre redação e gramática, acesse meu site e inscreva-se para receber meus conteúdos!

Me acompanhe nas redes sociais: curta a minha página no Facebook, me siga no Instagram, se inscreva no Youtube e participe do meu canal oficial no Telegram.

Compartilhar:

Deixe uma resposta