Uso correto da crase

Uso correto da crase

Fala, pupilinho! Tudo bom com você?

Um dos assuntos mais pedidos pelos alunos em Língua Portuguesa é o USO DA CRASE. Por isso, neste post, vou abordar o uso correto da crase para você aprender ou revisar e não se esquecer mais!

Então, boa leitura!

O que é a crase?

A crase é um acento que, na realidade, chamamos de acento grave. Ele é a somatória de um ‘a’ artigo e um ‘a’ preposição. Então:

‘a’ artigo + ‘a’ preposição = à

Assim, a primeira coisa que você precisa lembrar é que o ‘a’ craseado só virá em frente de palavras femininas. Há exceção a essa regra? Sim, nós veremos adiante. Mas, como saber se na frente da palavra que vou usar há crase ou não? É o que veremos a seguir.

Uso correto da crase

Crase é um tema que dá nó na cabeça de muita gente, mas, na verdade, não é tão difícil assim. Uma das maneiras mais fáceis de aumentar suas chances de acertar nas questões sobre o assunto é lembrar de 3 regras básicas:

1. Trocar feminino por masculino

Se você estiver em dúvida se deve ou não usar crase em frente a uma palavra feminina, basta trocá-la por uma palavra masculina semelhante. Se antes dessa palavra for necessário escrever ‘ao’ ou ‘aos’, no caso de plural, então significa que a palavra feminina pede o ‘a’ com acento grave antes dela. 

Exemplos: 

Respondi à pergunta.

Respondi ao questionário.

Vou à igreja.

Vou ao santuário.

2. Trocar o ‘a’ por ‘para’ ou ‘para a’

Outra regra que vai ajudar você no uso correto da crase é trocar o ‘a’ por ‘para’ ou ‘para a’ na frase. Se a frase ficar correta com ‘para’, então o ‘a’ não recebe crase. Mas, se o certo for trocar por ‘para a’, então o ‘a’ deve receber crase. Vamos aos exemplos:

Contarei o fato a você.

Contarei o fato para você.

Vou à Irlanda.

Vou para a Irlanda.

3. Substituir o ‘ir’ por ‘voltar da’

Outra regra bem legal para não nos esquecermos do uso correto da crase é substituir o verbo ‘ir’ (conjugado ou não) pela expressão ‘voltar da’ (e conjugando o verbo voltar adequadamente). Se a troca ficar gramaticalmente correta, significa que o ‘a’ deve levar crase. Vejamos os exemplos:

Irei a Santo André.

Voltarei de Santo André.

Irei à Bahia.

Voltarei da Bahia.

Perceba que, muitas vezes, uma mesma frase se encaixa em mais de uma regra. Vamos pegar a frase ‘Vou à igreja’ como exemplo. Veja que ela se encaixa nas 3 regras:

Vou ao santuário.

Vou para a igreja.

Voltarei da igreja.

Regras extras

As 3 regras que citei acima são o mínimo que você precisa saber para usar corretamente a crase, mas há outras regrinhas que também vão nos ajudar e otimizar nosso tempo de análise. Vamos a elas:

Nunca ocorre crase

Há algumas situações em que não pode ocorrer o uso da crase. São elas:

1. Antes de verbos

Nunca se coloca crase antes de verbo:

Voltamos a pintar a tela.

2. Antes de palavras masculinas

Continuei meu caminho a pé.

*Exceção: podemos usar crase antes de palavras masculinas quando tivermos uma expressão feminina oculta ou subentendida. Veja:

Móveis à Luís XV.

A expressão ‘à moda de’ ou ‘à maneira de’, que é feminina, está subentendida, então o ‘a’ admite o uso de crase.

3. Antes de pronomes no geral*

Não me referi a ela.

Falava a qualquer pessoa.

*Crase com pronomes: existem alguns pronomes que admitem o acento grave como veremos adiante. 

Sempre se usa crase

Por outro lado, temos algumas situações em que sempre ocorre crase. São elas:

1. Antes de horas

O funk começa às 23h.

2. Expressões adverbiais femininas

Cheguei à tarde. (expressão adverbial de tempo)

Comi à vontade. (expressão adverbial de modo)

*Exceção: não usamos crase em frente a expressões adverbiais de instrumento:

Matou a facadas.

Uso facultativo

Há situações em que o uso da crase é opcional. Vejamos:

1. Depois da preposição até

Leve-o até a/à porta.

2. Diante de substantivos próprios femininos

Refiro-me a/à Júlia.

3. Diante de pronomes possessivos femininos e diante dos pronomes de tratamento senhora, senhorita e dona

Iremos a/à sua escola em breve.

Dirigiu-se a/à senhora com cortesia.

Crase antes com os pronomes aquele(s), aquela(s), aquilo

Em algumas situações, podemos nos deparar com as palavras ‘aquele(s)’, ‘aquela(s)’ e ‘aquilo’ com acento indicativo da crase: ‘àquele(s)’, ‘àquela(s)’, ‘àquilo’. Mas, como saber se essas palavras devem levar crase ou não? Basta substituí-las por ‘a este(s)’, a ‘a esta(s)’ e ‘a isto’. Se ficar gramaticalmente correto, então devemos colocar crase nas palavras. Veja:

Darei àqueles meninos os melhores brinquedos.

Darei a estes meninos os melhores brinquedos.

Que tal assistir minha aula completa + exercícios sobre crase para treinar um pouco mais a sua mente e nunca mais errar esse assunto?! Aperte o play e divirta-se!

Me acompanhe nas redes sociais: curta a minha página no Facebook, me siga no Instagram, se inscreva no Youtube e participe do meu canal oficial no Telegram.

Compartilhar:

Deixe uma resposta